29 de nov de 2017

Francisca Ciza pede prioridade aos profissionais da educação em concurso público



A vereadora Francisca Ciza pediu através de indicação que a SEMAD – Secretaria Municipal de Administração providencie os trâmites legais para a realização do Concurso Público Municipal para o cargo de professor neste município, Parauapebas. “Isto se faz necessário tendo em vista a grande demanda pela educação básica de qualidade em nosso país o que se faz necessário que os professores estejam em constante reciclagem não só de seu conhecimento, mas também de suas práticas”, sugere a vereadora, detalhando que não deve ser diferente em Parauapebas cujo foco de educação municipal, segundo ela, tem encontrado alguns problemas crônicos entre eles, a constante mutabilidade do quadro de professores que ocorre tanto pela falta dos candidatos oriundos de outas regiões que ao enfrentar a nova realidade sendo: costumes e custos de vida, termina por abandonar o cargo retornando às suas cidades de origens.

Francisca Ciza cita ainda como agravante, a baixa valorização dada aos profissionais do magistério nos últimos anos, o que obriga o município a fazer contratações temporárias e excepcionais de docentes com o objetivo de concluir o ano levito sem causar prejuízos aos estudantes. “Nesse sentido já há necessidade do município de Parauapebas ofertar concurso público para ocupar as vagas abertas de professores de ensino fundamental tanto do primeiro ciclo quanto do segundo”, sugere Ciza, lembrando ainda que a UFRA – Universidade Federal Rural da Amazonia, em parceria com o município de Parauapebas e outros da região firmaram acordo de colaboração para oferta de cursos de nível superior em educação entre os quais está pedagogia que proporcionou a qualificação de muitos professores que atuam na base educacional com os antigos cursos de nível médio e hoje se encontram aptos a concorrer e ocupar cargos de professor, que só pode ser efetivado com a conclusão de um curso de nível superior.

É com este fundamento que a vereadora Francisca Ciza apresentou a Indicação nº 308/2017 pedindo que proceda os estudos e avaliações necessárias no sentido de ofertar concurso público para professores de 1º e 2º Ciclo, respectivamente; devendo ainda, conforme seu pedido, observar o edital do certame que o tempo em que efetivamente o profissional já exerce a carreira de professor, ou que título for, seja critério de pontuação e desempate para efetivação dos classificados no concurso. “Tal medida visa proporcionar que os professores que sempre estiveram à frente da educação infantil através de contratos temporários ou situação de cargos em extinção por ter apenas o curso médio de professor, mas que agora possua o título de nível superior possam ser regularizados mantendo o vínculo com a cidade que escolheram para viver e criar seus filhos enquanto educam a população”, detalha Francisca Ciza.


Nenhum comentário:

Postar um comentário