8 de jan de 2014

Homens são mais ousados na busca por emprego

O PageGroup realizou um levantamento em dezembro de 2013 mostrando o comportamento dos profissionais brasileiros no momento de buscar emprego. O estudo apontou que, homens e mulheres se comportam de forma diferenciada em relação a suas carreiras e na busca por um emprego. “O momento profissional em que cada um se encontra faz toda a diferença na hora de tomar a decisão”, afirma Sergio Sabino, diretor de marketing do PageGroup.
O estudo questionou os profissionais sobre quais canais eles utilizam com maior frequência na busca por oportunidades. Veja os resultados:
Profissionais de 18 a 35 anos apontam uma preferência maior pelas redes sociais (especialmente LinkedIn) e os sites de empregos. Conforme vão ganhando mais experiência, estes profissionais passam a utilizar com maior frequência as consultorias de recrutamento e a sua própria rede de contatos para encontrar novas oportunidades.
Entre os mais jovens (18 a 25 anos), os jornais e revistas ainda são uma forma de busca interessante de oportunidades para 20% dos entrevistados.
As consultorias aparecem em segundo lugar na lista de prioridades para a busca de oportunidades nos profissionais de 36 a mais de 45 anos, antes dos job boards – sites que publicam oportunidades de diferentes empresas, mas não se responsabilizam pelo processo seletivo.
O uso da rede de contatos (networking) também aumento bastante entre os profissionais mais experientes. Dentre todas as respostas dos que se encontram em uma faixa etária entre 36 a mais de 45 anos, uma média de 58% utiliza sua rede pessoal na busca por oportunidades. Na faixa acima dos 45 anos, esse número aumenta para 65%.
Os jornais e revistas ainda são muito utilizados por profissionais com mais de 41 anos.
31% afirmam já ter abordado um headhunter em busca de uma oportunidade pelas redes sociais, mesmo sem conhecê-lo ou sem ter tido nenhum tipo de contato prévio com o mesmo. Mas as mulheres não ficam atrás – 29% afirmam ter abordado um headhunter quando procuravam por novas oportunidades. Além disso, os homens também utilizam mais sua rede de contatos na busca por uma oportunidade profissional do que as mulheres. (56% x 51%).
Eles preferem, além das redes sociais, as consultorias de recrutamento.  Elas optam pelos sites de emprego.


Nenhum comentário:

Postar um comentário