12 de nov de 2012

Assembleia de garimpeiros é adiada




Em comunicado oficial, divulgado à imprensa nesta segunda-feira (12), o presidente da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada,  Valder Pereira Falcão, comunica a toda a comunidade garimpeira que não haverá nenhuma assembleia de garimpeiro dia 18 de novembro, conforme vem sendo divulgado por um blog de Brasília, mantido por uma falsa entidade garimpeira.
A decisão da juíza Eline Salgado, da Comarca de Curionópolis (PA),  confirmada pela desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, da 4ª Vara Cível, do Tribunal de Justiça do Pará, deixa claro que o grupo de oposição à atual diretoria deverá pagar multa diária, caso desrespeite a decisão da justiça. “Arbitro multa diária de R$ 10.000,00 (Dez mil reais),  no caso de descumprimento da liminar, multa que será devida individualmente por cada réu”. A juíza diz ainda que até mortos assinaram o pedido de convocação da assembleia, daí um dos motivos para anular a referida convocação. “Os requeridos juntaram lista de assinaturas para  convocação da Assembleia Geral, mas alguns dos que lá comparecem como associados já faleceram, isso por si só já invalida a convocação”.
O presidente Valder Falcão informa ainda que durante a invasão da sede da Coomigasp na semana passada foram furtados documentos e carimbos e estes estão sendo usados por um blogueiro de Brasília, com documentos adulterados, para confundir a cabeça dos garimpeiros e tumultuar o processo, apesar do alerta da juíza Eline Salgado sobre “as atitudes tumultuárias com a vista a fomentar a discórdia ente os associados, convocando novas assembleias sem qualquer permissão deste juízo e em desrespeito ao TAC – Termo de Ajustamento de Conduta junto ao Ministério Público do Estado do Pará, e adotando postura intencional de fomentar a discórdia entre os associados da cooperativa”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário