4 de out de 2012

Tudo pronto para a realização do último comício da Coligação Mãos que Trabalham





O Comício sucederá o ocorrido ontem, quarta-feira, na praça de eventos, e reuniu milhares de pessoas; podendo ser avaliado como o maior comício realizado nestas eleições.
Para o comício de hoje, que será realizado na Praça Faruk Salmen,logo mais a noite, são esperadas milhares e pessoas par ouvir as proposta do candidato a prefeito pela coligação Mãos que Trabalham, Valmir da Integral.
Pela manhã Valmir da Integral e a comitiva da Coligação Mãos que Trabalham, caminhou nas proximidades da do local onde logo maia a partir das 20h será realizado o comício.
A exemplo do ocorrido na Avenida Rio de Janeiro, na noite de terça-feira, 2, um comício que mais uma vez reuniu inúmeras pessoas para ouvir as propostas do candidato a prefeito Valmir da Integral, 55.
Valmir citou o fato, que qualificou de lamentável, ocorrido no aeroporto de Parauapebas, no bairro Carajás, que resultou na apreensão de mochilas de dinheiro cujas suspeitas apontam para lavagem de dinheiro ou patrocínio, não declarado de campanha.
Mas Valmir não se ateve apenas a falar em problemas da administração atual, mas falou do trabalho social que tem feito no município ao longo dos 23 anos que aqui chegou.
“Começamos a festa da criança em 1990 e nunca paramos”, relembra Valmir, contando que com isto traz o sorriso no rosto de quem sempre sofreu.
Ele conta que agora depois de 23 anos nesta cidade período em que passou construindo patrimônio e história e agora deixa tudo nas mãos de seus filhos para assumir o compromisso com o povo. “Meu compromisso é cuidar desta gente e desta cidade”, assegurou Valmir, dizendo que resgatará a dignidade de cada um deste município e o amor por esta cidade.
O candidato firmou como primeiro compromisso, resolver o problema da água, e diz que enquanto não ver água em todas as torneiras não descansará.
Saneamento foi o segundo desafio proposto por Valmir, que citou ter apenas 5% em Parauapebas, o que o deixa em situação inferior a Etiópia. “Este pequeno percentual de saneamento foi feito na gestão de 1992 e de lá para cá nada foi feito pelos dois gestores ao longo de 16 anos”, lamentou Valmir, criticando o fato de que agora querem falar de saúde sem se preocupar com prevenção.
Sobre o Hospital Municipal, Valmir conta que foi construído pela Vale e cedido ao município e de lá para cá nem um hospital os gestores passados foram capazes de construir. “R$ 1 bilhão de reais foram gastos em um ano, e nem um hospital deu pra construir”, mensura Valmir, quantificando que R$ 35 milhões já foram gastos na construção do novo hospital e ainda não concluíram a obra.
A implantação da Clínica de Hemodiálise foi outro compromisso firmado por Valmir, para diminuir o sofrimento das pessoas como problemas renais crônicos.
A implantação da Clínica da Mulher , SAMU, e Postos de Saúde nos bairros 24 horas por dia;
Cuidados com a Educação da População, Educação de qualidade; Eliminação do turno Intermediário; Construção de Escolas de tempo integralizado; e a Universidade Municipal.
Para os Jovens, complexos esportivos, com quadras de tênis e piscinas.
A criação da Secretaria de Segurança pública; monitoramento com câmeras, para a melhor proteção de cada um, para evitar assaltos em qualquer lugar; além do reforço que será a criação da Guarda Municipal.
Na habitação, construção de 6 mil casas no sistema mutirão, a prefeitura entra com a assistência técnica e material e os moradores constroem juntos.
Incentivo a agricultura familiar que, atualmente, só consegue atender 4% da merenda escolar; incentivo a piscicultura.
Como solução do Problema do Trânsito da cidade, será construído o Anel Viário com duas pistas uma na esquerda e outra na direita rodeando a cidade toda; além de vias de acessos, novas avenidas e pontes, e construção de lombadas eletrônicas.



Carreata; Valmir explicou que não faz e nem fará carreata, pois ele fará caminhada em respeito ao meio ambiente, para acabar com compra de gasolina, vamos economizar cada centavo para uma Parauapebas melhor.


      


Nenhum comentário:

Postar um comentário