28 de jun de 2012

Oficina de Cordel é realizada em Parauapebas



O jornalista Lima Rodrigues, que morava em Brasília e está na região de Parauapebas (PA) há pouco mais de ano, se destaca também como cordelista. Na noite de quarta-feira, na sede da Secretaria Municipal de Cultura, ele realizou uma Oficina de Cordel para alunos da rede pública e pessoas da comunidade. O convite foi formulado pela Secretaria de Cultura do Município como parte da programação do Festival Jeca Tatu 2012, a grande festa junina da cidade. Lima escreveu também a biografia do homenageado deste ano, o Mestre Luiz Gonzaga, que em dezembro completaria100 anos.

O objetivo da oficina foi orientar os participantes sobre como escrever um cordel, estimular a leitura e ensinar os participantes a brincar com as rimas. Os participantes receberam uma apostila com todas as dicas sobre cordel e como  esta arte surgiu na Europa e no Brasil, além de explicações sobre a arte da xilogravura. (Os desenhos que ilustram os livretos de cordel).

A literatura de cordel existe no Brasil desde seu descobrimento e durante muito tempo foi vendido em feiras no Nordeste, servindo praticamente como o principal veículo de comunicação do povo nordestino, ou seja, o cordelista informava a população sobre determinado assunto escrevendo em versos rimados, sextilhas, sétimas, oitavas ou décimas. Os cordéis eram expostos em barbantes nas feiras e nas ruas das cidades.

Segundo Lima Rodrigues,  “o cordel é fundamental para contribuir para o aprendizado de aluno e despertar o interesse pela leitura”. Citando o professor e cordelista paraibano Francisco Diniz, ele destaca: “Literatura de Cordel. É poesia popular. É historia contada em versos. Em estrofes a rimar. Escrita em papel comum. Feita pra ler ou cantar”// “O cordel é uma expressão. Da autêntica poesia. Do povo da minha terra. Que luta pra que um dia. Acabe a fome e miséria. Haja paz e harmonia”.
       
Lima Rodrigues, 52 anos, nasceu em Marabá (PA), mas foi criado em Imperatriz (MA) e morou em Brasília por mais de 30 anos. É jornalista formado pelo CEUB, em Brasília, no primeiro semestre de 1984. Lima já escreveu - em cordel - as biografias de várias personalidades, entre elas do empresário Roberto Marinho, do senador José Sarney e do ex-jogador Pelé. A mais recente biografia que ele fez foi do publicitário Duda Mendonça, o qual entrevistou recentemente em Xinguara (PA) para seu programa Conexão Rural (Rede TV – canal 40 – domingo 8 da manhã em Parauapebas e que é veiculado também em Xinguara e Cananã dos Carajás. Em 2005 Lima lançou o livro “A História do Presidente Lula em Cordel” e em 1º de janeiro de 2011 a biografia da Presidente Dilma Rousseff em cordel.

O jornalista é especializado em escrever biografias de pessoas e empresas em cordel. Os interessados podem ligar para: (94) 9222-7140/8116-4301.

Nenhum comentário:

Postar um comentário